Sophia Abrahão sai em defesa de homossexuais e transgêneros após ser chamada de “sapatão” por corte de cabelo

baixa2

A cantora e atriz Sophia Abrahão cortou o cabelo joãozinho e teve que lidar com críticas preconceituosas de internautas. Indignada, ela usou o Snapchat e o Twitter para desabafar e fazer um discurso em prol das pessoas LGBT. “Eu recebi comentário do tipo ‘está parecendo um homem’. Isso é ofensa aonde? E se eu quisesse? Eu tenho amigas que não se identificam com o próprio gênero e querem se masculinizar. Eu não quero, mas e se eu quisesse? A pessoa tem que ser esculachada por causa disso? Imagina que barra um transgênero passa… por quê? Por que esse preconceito? Entendam que o buraco é muito mais embaixo, não estamos discutindo se o cabelo tá feio ou bonito. Estamos discutindo opções. Se o comentário fosse só para falar que está feio, não teria problema algum. Cada um tem um gosto. Mas dizer que está feio porque parece uma sapatão? Que tipo de gente é essa? A discussão aqui não é sobre estética, e sim sobre caráter. Me envergonho de uma sociedade machista e preconceituosa”, ela escreveu no Twitter.

Cgmh18ZWsAEM_ql

Segundo Sophia, o mais impressionante é que as pessoas percam tempo cuidando do cabelo uma das outras com tantos acontecimentos no país. Ela citou a crise política e a tragédia no Rio de Janeiro, com a queda da ciclovia. Com tanto para se preocupar, ela não entende que patrulhem seu corte de cabelo, “com argumentos de ‘você está parecendo um homem’”. “E se eu quisesse estar parecendo um homem? Eu realmente não consigo entender. A gente está muito intolerante, cara. Eu recebi comentários do tipo ‘agora só falta aparecer com uma namorada’. Qual o fundamento disso? Na boa, isso é tão menor do que tudo que está acontecendo. Fiquei triste, e estou desabafando. E se sim eu quisesse aparecer [com uma namorada]? E se sim eu quisesse me masculinizar? Cara, tem tanta coisa podre rolando”, disse no Snapchat..

Continuando o discurso no Twitter, ela disse que vota sim pela liberdade, por menos preconceito e pelas pessoas que são oprimidas por suas opções sexuais. “Eu sou hetero, mas e se eu não fosse?”. A cantora, que namora o ator Sérgio Malheiros, escreveu que vai ter filhos e amá-los independentemente de orientação sexual ou identificação de gênero, porque as pessoas são livres e merecem mais respeito. “Esses pensamento retrógados me enojam. Ainda bem que a homofobia já é crime. Pena que muitos ainda pensam com uma cabeça tão pequena. Somos todos iguais, vamos todos pro mesmo lugar, independente de raça, condições financeiras, opções sexuais. Enfim, desabafei. Mas eu acredito que só assim a gente vai pra frente. Por menos intolerância e preconceito”, concluiu.
Compartilhar Google Plus

Postado Por: Derni Oliveira

Apresentador e ator, Opniões são importantes, mas relevantes .

Postagens Relacionadas

2 comentários :

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial